Resenha: Uma Noiva Para Winterborne, Série Os Ravenels de Lisa Kleypas.

Resenha: Uma Noiva Para Winterborne, Série Os Ravenels de Lisa Kleypas. 1

📗 Título: Uma herdeira apaixonada
✍️ Autora: Lisa Kleypas
🏢 Editora: Editora Arqueiro
💳 Comprar: Amazon | R$ 31,40
Minha Avaliação: 5/5 ⭐⭐⭐⭐⭐
Avaliação Amazon: 4,8/5 ⭐⭐⭐⭐⭐

Continuando as resenhas mais apaixonadas dessa vida, hoje vou falar sobre o segundo livro da Série Os Ravenels, Uma Noiva Para Winterborne.

Antes de mais nada, eu preciso dizer que este é meu livro favorito de todos que já li da nossa querida Lisa Kleypas. Aliás ele é o meu favorito dentre os meus favoritos, perfeito!!!

É claro que o livro é romântico, mas ele é muito mais que isso. Ele é direto, focado, o amor acontece nas primeiras páginas e dura por cada uma delas. Não tem mocinho e mocinha ainda se apaixonando… eles já estão apaixonados e sabem bem o que querem desde o princípio. 

Lady Helen, a mais velha das três irmãs Ravenels é recatada, muito bem educada e foi mantida afastada da sociedade por toda sua vida. Criada no campo, vivendo o luto pela perda dos pais e em seguida dos irmãos, ela aprende a desenvolver um modo próprio de ser feliz. Não reclama, não desobedece, não se enfurece. Aprendeu a ser uma verdadeira dama, com os predicados de saber tocar piano, falar Francês e ainda cuidar de todo o orquidário que mãe deixou.

Ficamos sabendo no livro #1 – leia a resenha aqui –  que Lorde Trenear convidou seu amigo próximo, Rhys Winterborne, para as festas de fim de ano na propriedade de campo dos Ravenels. 

Devido à circunstâncias não esperadas, coube a Lady Helen cuidar de Winterborne durante um longo período que ele esteve hospedado em sua casa, eles se tornaram próximos e nasceu um amor que já bate às portas no comecinho do livro #2.

Rhys Winterborne é um galês de origem humilde, que foi criado de modos rudes, conviveu com dificuldades desde criança e desenvolveu uma habilidade fora do comum para os negócios. Superou todas as barreiras impostas por uma sociedade tradicional, que sempre privilegia os bem nascidos. Acumulou então uma fortuna incalculável com a Winterborne´s, seu império em forma de loja de departamentos.

Helen estava com seu coração vazio e sua mente inquieta ao se lembrar do precoce rompimento de seu noivado com Winterborne. Eles mal tiveram tempo de se conhecer e um mal entendido acabou com tudo.

Inconformada em perder seu noivo e cheia de determinação, Helen rompe com bons costumes de jamais visitar um cavalheiro solteiro, muito menos desacompanhada. Ela bate às portas de Winterborne e exige que ele o receba para que ela se explique coloque seus termos em xeque.

Winterborne, que vinha enfrentando seu terrível humor pela perda da noiva, mal acredita que Helen está ali. Desta vez ele fará tudo que está ao seu alcance para selar de vez o destino de ambos.

O amor dos dois é bravo e corajoso. Eles quebram regras e se impõe a família de Helen, que não vê escolha a não ser aceitar o noivado. 

O livro é muito bem fundamentado, como sempre. A autora valoriza a atitude determinada de Helen e nos mostra um outro lado da personagem que ninguém desconfiava que existia.

O preconceito com as diferentes classes sociais é posto em jogo também, na pele de Rhys Winterborne. Além de sofrer preconceitos por ser estrangeiro. Não importa sua fortuna ou seu império nos negócios, ele não é aceito pela sociedade respeitável de Londres. Ele deseja subir de classe social, só não imaginava que iria se apaixonar perdidamente em meio a tudo isso.

O romance dos dois é leve e os trejeitos de galês apaixonado de Rhys é de tirar o fôlego. Ele é forte, decidido e cuida de Helen com se ela fosse uma de suas orquídeas. Mas não se engane, as cenas quentes são para lá de sensuais e pode esperar, você vai enlouquecer com o mocinho ensinando o amor à mocinha.

O drama de toda a história fica por conta de uma mancha na história de vida de Helen. Há uma parte de seu passado que ela nunca soube que existia, que agora veio para atingi-la com tudo. 

Helen sabia que nada poderia ser feito. Ela estava preparada para perder seu amor e seguir sua vida sozinha, fazendo o que achava certo, embora isso custasse sua felicidade.

Ela reunia forças para terminar tudo com Winterborne e dar a ele a chance de se casar com alguém que o merecesse, sem passados obscuros e sem nada que pudesse manchar a reputação de sua famosa loja, a Winterborne´s.

Rhys sentia que Helen estava distante e apreensiva. Ainda não sabia o que estava se passando, daria a ela tempo para se acalmar e quem sabe ela o procurasse para dividir seus problemas e suas angústias. Ele não mediria esforços e recursos para afastar qualquer mal que assombrasse a vida de Helen. Ele a defenderia com sua própria vida se fosse preciso.

O livro é leve e cheio de falas divertidas. O leitor vai conhecer ainda mais sobre as gêmeas Ravenels, se apaixonará pela irreverência e naturalidade com que elas amadurecem e se esforçam para se tornarem verdadeiras damas da sociedade.

Devon e Kathleen também estão por ali, nos dando o gostinho conviver com o amor deles e participar da família que Lorde Trenear criou, ao aceitar que as primas morassem com ele. Leia mais aqui sobre o primeiro livro da série Os Ravenels.

A história termina com Rhys e Helen finalmente se unindo em matrimônio. Com alguns acontecimentos para dificultar o caminho deles, mas que depois de tudo superado, trouxe ainda mais fogo e paixão ao relacionamento.

Winterborne é multi milionário e usa todo seu poder para fazer chover estrelas na vida de Helen. Ele a cerca todo amor, cuidado, carinho e murmúrios galêses de tirar o fôlego.

O epílogo mostra o comecinho da vida de Helen e Rhys, já casados. Também traz uma Pandora já se rebelando contra a sociedade cheia de regras. Sem dúvidas, nos deixa com gostinho de quero mais.

No próximo livro, Um Acordo Pecaminoso iremos descobrir tudo sobre Pandora. Como ela vai se virar nesse mundo machista que ela teima em não fazer parte?

Obrigada pela leitura, e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *